OUTUBRO ROSA: CAMPANHA DA OPUS E THE1 MOSTRA QUE É POSSÍVEL VENCER O CÂNCER DE MAMA

Aproveitando a celebração do Outubro Rosa, movimento internacional da luta contra o câncer de mama, a Opus realizou, em parceria com a The1 Health, campanha digital para exaltar a beleza feminina em qualquer circunstância. A empresa reuniu mulheres, pacientes e especialistas, envolvidas com o tratamento da doença para ensaio fotográfico profissional com a temática eu Eu Segui em Frente: Um olhar sobre mulheres envolvidas com a causa do Câncer, que trabalham ou passaram pela luta.

Aproveitando a celebração do Outubro Rosa, movimento internacional da luta contra o câncer de mama, a Opus realizou, em parceria com a The1 Health, campanha digital para exaltar a beleza feminina em qualquer circunstância. A empresa reuniu mulheres, pacientes e especialistas, envolvidas com o tratamento da doença para ensaio fotográfico profissional com a temática eu Eu Segui em Frente: Um olhar sobre mulheres envolvidas com a causa do Câncer, que trabalham ou passaram pela luta.

 

O propósito do ensaio é mostrar mulheres comuns, porém, guerreiras que enfrentaram a doença ou estão envolvidas na causa, seja na medicina, odontologia, fisioterapia ou outra especialidade e participam da campanha para provar que existe vida além do câncer. “O intuito é que essas mulheres passem a mensagem da luta, mas também que a cura da doença é possível”, declara Patrícia Quinan, idealizadora da campanha.

 

Pensado para promover a campanha de prevenção do câncer de mama, para valorizar a beleza feminina e também homenagear profissionais que escolheram atuar em uma área tão delicada e cercada de emoção. “A campanha é uma junção de forças para mostrar que há vida após a enfermidade”, como declara a fisioterapeuta dermatofuncional, Jéssica Gruszczynski, que também foi diagnosticada com a doença e é uma das escolhidas para figurar o ensaio.

 

Jéssica conta ainda que a maioria dos tratamentos que aplica hoje em dia em seu consultório foram trazidos após deu contato com a doença. “Quando falamos em câncer de mama todo mundo sabe que o tratamento é complexo e cheio de dor, mas além de todos cuidados hospitalares as pacientes diagnosticadas necessitam de uma série de procedimentos que a maioria das pessoas não tem conhecimento, como é o caso da massagem que auxilia na redução do inchaço do braço após a cirurgia”, conclui.

 

A empresária Kattyllce Cunha descobriu que estava com câncer de mama em 2003, com 32 anos, fazendo o autoexame. Ela conta que os médicos chegaram a concluir que ela tinha apenas 30% de chance de cura, quando os médicos decidiram iniciar o tratamento com uma dose maior do que o recomendado. “Eu dizia para Deus que queria viver, eu tinha fome de vida. Tenho consciência que se eu tivesse iniciado o tratamento precocemente não teria perdido minha mama”, assinala Kattyllce. Após 1 ano após a recuperada da doença, iniciou o processo de reconstrução da mama. “Muita coisa que eu vivi poderia ter sido evitada se tivesse tido um tempo menor de espera no SUS, enfatiza.

  • post insta-01
  • post insta-02
  • post insta-03
  • post insta-04
  • post insta-05
  • post insta-06
  • post insta-07
  • post insta-08
  • post insta-09
  • post insta-10
  • post insta-11
  • post insta-12
62.3999.8100

Quero

Conhecer Melhor

Deixe aqui suas dúvidas e comentários que entraremos em contato com maiores informações.
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.