ANDANDANDO SOBRE AS ÁGUAS

Conheça a incrível instalação que permitiu aos visitantes caminhar sobre as águas

17christoItem-superJumbo

O sonho de caminhar sobre as águas tornou-se possível graças à chamada The Floating Piers, mais recente obra do casal de artistas plásticos Christo e Jeanne-Claude. Trata-se de uma passarela no Lago Iseo, na Itália, que permitiu aos visitantes da região caminhar sobre as águas.

A ideia foi concebida pelo húngaro e a marroquina na década de 1970. A parceria dos dois persiste até hoje, mesmo com ela tendo falecido em 2009. Os dois se conheceram quando Christo foi pintar um quadro para a mãe de Jeanne-Claude, que na verdade era formada em filosofia. Com um portfólio repleto de obras provocativas e excêntricas, a dupla tem o hábito de usar “o nada” para instigar as pessoas. Eles já cobriram um vale com uma cortina no Colorado, embrulharam árvores na Suíça e instalaram guarda-chuvas pelos Estados Unidos e Japão. Suas obras sempre permanecem expostas no máximo por semanas, reutilizando os materiais a cada término.

Construída com 100 mil metros quadrados de tecido amarelo reluzente, sustentados por um sistema modular flutuante composto por 200 mil cubos de polietileno de alta densidade, a instalação ondula com o movimento do lago. Os piers tinham dezesseis metros de largura e aproximadamente trinta e cinco centímetros de altura, indo de Sulzano a Monte Isola e para a ilha de San Paolo, que é contornada pela obra. O artista garante que os visitantes se sentiriam caminhando sobre as águas, ou pegando carona nas costas de uma baleia.

O tecido amarelo da obra também percorreu mais de dois quilômetros de ruas nas cidades de Sulzano e Peschiera Maraglio. E Christo fez questão de enfatizar que não haveria custos para caminhar sobre a passarela, que segundo ele pertencia a todos. A obra permaneceu aberta ao público por 16 dias e deixou o verão europeu ainda mais irreverente.

  • A obra ficou repleta de visitantes, que puderam ir de Sulzano a Monte Isola e para a ilha de San Paolo, que é contornada pela passarela07032016-pod01-1560x908
  • O tecido amarelo que constituiu a passarela ainda percorreu um trajeto pelas ruas de Sulzano e Peschiera Maragliob4ed2eec8abfb80cebf9935f12fe70e174c5cd22_1200
  • Ao caminhar sobre a obra, a sensação que se tinha era de acompanhar o movimento ondular do lagothe-floating-piers-of-christo-on-iseo-lake-1466445082
  • A criação contou com 200 mil cubos de polietileno de alta densidade para sustentar o tecido sobre a águaU8F69761
62 3250-0404

Quero

Conhecer Melhor

Deixe aqui suas dúvidas e comentários que entraremos em contato com maiores informações.
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.